Vamos por mar… parte 2

Conforme explicado no post anterior, nessa parte 2 irei falar sobre os destinos visitados na viagem de cruzeiro, e foram as seguintes: Montevidéu, Buenos Aires, Punta del Este e São Francisco do Sul.

Depois de sair de Santos, navegamos por 3 dias em alto mar e chegamos em Montevidéu – Uruguai. Passamos um dia lá e foi suficiente para conhecer diversos pontos. Fizemos um  city tour, passando por: Plaza Independencia, Teatro Solis, Palacio Legislativo e Rambla de Montevidéu. Fomos com uma excursão do cruzeiro, acompanhados de uma guia uruguaia (que ama tanto o Brasil a ponto de saber mais daqui do que nós mesmos), e recebendo todas as informações de cada ponto. Depois fomos para a Bodega Bouza, uma vinícola maravilhosa, onde fizemos uma visita guiada pelas parreiras, locais de preparação e armazenamento do vinho, coleção de carros antigos e finalizamos com uma degustação de vinho branco, tinto e rosé, acompanhados de frios e pães regionais. O lugar é muito lindo (tem plantação de pêra!!!), com bom atendimento e os vinhos, claro, deliciosos! Este foi o último ponto da nossa excursão, então voltamos para a cidade e fomos para o Mercado Del Puerto, um lugar muito interessante que possui lojas e restaurantes de parrillada (tradicional churrasco uruguaio).  Lá ganhamos uma degustação de cervejas  artesanais uruguaias, deliciosas, além de provar a Zillertal. Quando já estávamos mais pra lá do que cá, imaginando se íamos conseguir subir a escada do cruzeiro, resolvemos comer uma picanha para rebater. E que Picanha!!!! Até hoje não comi uma melhor!

Copacabana de Montevideo
Parreiras da Bodega Bouza
Cervejas artesanais

Partimos do Uruguai para a Argentina – Buenos Aires. Lá ficamos por dois dias, o que facilitou para conhecer mais coisas. No primeiro dia fomos andar pela cidade, do porto até o centro é perto. Tivemos um pequeno problema, pois não trocamos nossos reais no porto, e na cidade as casas de câmbio só trocam se apresentar identidade, e o navio retém nosso documento a viagem inteira. Ou seja, andamos o centro todo atrás de um banco que eu pudesse sacar dinheiro e um restaurante que aceitasse Real. Achamos um na Avenida Corrientes que tinha a comida fria, as carnes duras e água mineral da Argentina é muito ruim. Após muita caminhada calorenta, conseguimos pegar um Buenos Aires Bus, que é uma forma muito boa e barata para se conhecer a cidade. Tem que começar cedo para que dê tempo de descer um vários pontos. Nós pegamos muito a tarde então só conseguimos passar pelo Palermo, San Telmo e descer no Caminito, que é uma gracinha. Lá assistimos tango, tomamos chopp e compramos alfajores e doce de leite Cachafaz (que é bem melhor que o Havana). A noite fomos para o Tango Porteño, que não é tão bonito quanto se espera, o vinho era ruim e a comida estava boa. O jantar veio rápido, mas o espetáculo demorou muito pra começar, eu e outras pessoas dormimos sentadas no meio do show. No segundo dia fomos de excursão para um passeio de barco pelo Delta Tigre, e que foi bem legal. Na ida até lá, passamos por San Isidro e outros bairros (as casas de Buenos Aires são lindas) e por uma pequena estação de trem. Voltando ao Porto Madero, eu tinha que matar minha curiosidade de conhecer o Palermo, então fomos até lá de táxi. Me encantei com o bairro e pude comprar umas coisinhas diferentes.

Obelisco
Casa no Delta Tigre
Caminito

Chega de Argentina e o navio rumou para o Uruguai de novo, Punta del Este. Para chegar até a praia fomos de lancha, pois o navio não chega até a margem, lá nos juntamos a mais uma excursão e fizemos um city tour geral, passando por pontos turísticos como: Praia mansa, praia brava, ponte Leonel Vieira (o motorista foi com emoção), La Mano, Beverlly Hills e Bosque, esquina 4 mares (que é muito curioso!), Conrad Hotel e, pra finalizar, Casa Pueblo, que é bonita, mas eu esperava que o espaço interno para visita fosse maior. Alguns pontos de Punta del Este me lembrou Florianópolis, e passamos por lugares rurais muito bonitos. Depois desse passeio todo, fomos para a praia mansa terminar o dia no sol e tomando banho de mar. Nos disseram que a água era gelada… mas não estava, nem um pouco. Ficamos boiando por horas na calmaria da maré.

Chegando na margem de Punta
Monte com telhado
Casa Pueblo

Infelizmente nossa viagem estava quase no fim e só faltava visitar SC. São Francisco do Sul é bem bonitinho, possui um centro histórico pequeno e arrumado, que conhecemos caminhando, é uma cidade limpa mas algumas ruas tinham um cheiro ruim, e tem uma estrutura turística bacana. Conseguimos bem fácil um transfer para a Prainha, que se localiza um pouco distante do centro, e na ida passamos por um mirante. É uma praia muito gostosa, com mar calmo e água morna, e com um restaurante que serve uma porção de camarão e bolinhos deliciosos! Valeu a pena ir até lá.

Atração em São Francisco
Prainha

Depois tivemos mais um dia de navegação e chegamos em Santos. Foi muito bacana visitar essas cidades, e conclui que não preciso voltar em Montevidéu, Punta e São Francisco, mas Buenos Aires me aguarde, um dia retornarei!

Arrivederci amigos e até o próximo cruzeiro!

Fui!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s